DVD Teodoro e Sampaio – 30 anos de carreira


Divulgação

Teodoro e Sampaio gravaram em São Paulo, nessa terça-feira (1), o segundo DVD da carreira, no Teatro Bradesco, em comemoração aos 30 anos de carreira.

O Sampaio, vale lembrar, voltou a ser o Gentil, também conhecido como “Sampaio original”. Alcino Alves, grande compositor que fez parte da dupla por mais de 10 anos e que vai se lançar com cantor solo, saiu no final de 2009.

O repertório é o de costume nos DVD’s, a maior parte formada de grandes clássicos e uma ou outra inedita.

As duas fases da dupla estiveram bem presentes, tanto a romântica, com “Vestido de Seda”, “Paixão Proibida” e “Carisma”, quanto a bem humorada, com “Ruela do Eno”, “Quem tem, tem medo” e “Quem vai mandar no mundo é a mulher”.

Um dos pontos que mais chamou atenção foram as participações. Milionário e José Rico, que estavam confirmados, não puderam ir. João Neto e Frederico, Evandro e Agnaldo, Leonito e Rick, de gerações mais recentes, agradaram o público, mas os momentos mais aplaudidos foram por conta de duas participações de muita história: Zalo, da dupla Zilo e Zalo, que cantou “A Volta do Seresteiro”, e Pedro Bento e Zé da Estrada, que cantaram “Seresteiro da Lua”.

A proximidade de Teodoro com essa turma mais clássica é da época em que ele ainda tinha a dupla Zé Tapera e Teodoro, formada no começo dos anos 1960. Como Teodoro e Sampaio se mantiveram bem no meio até hoje, muita gente não se lembra dessa origem do cantor.

Com Rick, a dupla cantou a sofrida “Morena Criminosa” e “Tô Berrando Que Nem Boi”, conhecida do Rick e Renner. Com João Neto e Frederico, eles regravaram “Aqui Não, Pica Pau” e “Boate Azul”, e com Leonito, cantaram “Passe Livre”.

O DVD ainda teve a participação de Evandro e Agnaldo, dupla nova do Paraná que, como eu disse aqui recentemente, fechou parceria com a Som Livre e em breve deve se tornar nome presente no meio. Ao lado deles, Teodoro e Sampaio cantaram “Tem um veado me olhando”.

Teodoro deu muita ênfase à música que será a próxima de trabalho deles, uma inédita chamada “Boi Bilau”, com o dupla sentido que todos já devem imaginar. Apesar de o duplo sentido ser a característica mais forte atualmente, a dupla gravou uma canção nova chamada “Bárbara”, no estilo romântico que tornou a dupla conhecida no meio sertanejo.

Foi um grande DVD, comemorando 30 anos de uma dupla que acabou se tornando o grande exemplo de permanência no mercado, justamente por ter conseguido acertar um novo estilo, muito diferente, quando o mercado dava os primeiros sinais de mudança.

Abaixo, a foto ao lado de Zalo.

Divulgação

Fonte: Universo Sertanejo

 

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: