Bruno & Marrone – Polícia conclui que Marrone não é culpado por queda de helicóptero



O cantor Marrone, da dupla Bruno & Marrone, não será responsabilizado pela queda do helicóptero em 2 de maio. A informação foi dada nesta quinta-feira, 18, pelo delegado José Luiz Chain, do 2º Distrito Policial em São José do Rio Preto, interior de São Paulo.

O delegado informou que o inquérito conduzido para apurar as causas e responsabilidades pelo acidente foi concluído na última terça-feira, 16. Toda a documentação já foi enviada à Justiça, responsável por enviar o processo ao Ministério Público.

Consta no relatório da conclusão do inquérito um pedido para que Marrone seja responsabilizado por contravenção penal por “dirigir aeronave sem devida licença”.

O delegado declarou ao portal G1:

“O cantor não foi o responsável pela queda. Ele não dirigiu o helicóptero até sua queda. No meu entender, o cantor deve responder na Justiça pelo artigo 33 da Lei das Contravenções Penais. Caso seja condenado, a pena é de três meses de prisão simples, mas pode ser convertida para prestação de serviços”.

Mais adiante, Chaim completou: “Concluímos que Marrone conduziu a aeronave no trajeto de Curitiba [PR] a São José do Rio Preto. Ele aterrissou no aeroporto Eribelto Manoel Reino e reabasteceu. Mas foi Almir quem assumiu a posição de piloto de São José até a queda, que ocorreu cerca de dois minutos depois da decolagem.”

Sobre o piloto Almir Carlos Bezerra, o delegado informou que ele só será indiciado se o laudo técnico apontar sua responsabilidade pela queda do helicóptero. Mesmo assim, isso só aconteceria caso as vítimas representassem contra ele, o que não deve ocorrer.

O delegado José Luiz Chain disse ainda que o veredito definitivo será dado pelo laudo técnico que indicará se a queda ocorreu devido a falha humana ou problemas mecânicos.

Não existe previsão para a conclusão desse laudo.

O acidente aconteceu no dia 2 de maio, em São José do Rio Preto. Além de Marrone, a queda teve outras vítimas: o piloto Almir perdeu o pé esquerdo e teve a perna amputada dez centímetros abaixo do joelho. Jardel Alves Borges, assessor e primo de Marrone, ficou na UTI por vários dias.

Fonte: Ofuxico

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s

%d blogueiros gostam disto: