Luan Santana lançará novo álbum em março


Divulgação

O cantor sertanejo Luan Santana, deu uma pausa da sua concorrida agenda para se dedicar a produção do seu quinto álbum. Segundo anunciou sua assessoria, último show foi realizado no último dia 10 de Fevereiro e ele só retornará aos palcos a partir do dia 17.

Luan, que está em estúdio finalizando o CD, deverá concentrar esforços na produção durante toda a semana. O novo disco, que tem lançamento previsto para o mês de março, terá letras assinadas por ele e por autores consagrados. O hit “Nega”, que já é sucesso nas rádios, fará parte do novo álbum.

Fonte: Portal R7

O “Country Festival” de 2012


No dia 24 de março, em Curitiba, acontece mais uma edição do “Country Festival”, que está entre os maiores eventos de música sertaneja do país.

Na semana passada, a organização anunciou a programação, que pode ser conferida no final da postagem.

Não estive ainda em todos os eventos sertanejos do país, mas já estive ao menos em quase todos os mais importantes. Por conta disso, no ano passado, disse que o “Country” era o evento mais organizado do qual já havia participado, e um ano depois, reitero a afirmação.

É complicado e caro fazer eventos grandes, mas a organização dele mostra que é possível tudo funcionar ao mesmo tempo, seja para o público, para os artistas ou até mesmo para a imprensa, acostumada a sempre se dar mal.

Se esse ano as coisas não funcionarem, eu falo por aqui também.

A programação segue abaixo. De curioso, há o “Bloco da Preta Gil” programado para o “Backstage”, área mais cara do evento.

___

Palco Principal

Paula Fernandes
Michel Teló
João Neto e Frederico
Fernando e Sorocaba
César Menotti e Fabiano
Edo Krause e Orquestra

Trio Elétrico

Thaeme e Thiago
Pablo Portes
George Henrique e Rodrigo
Eddy e Gil
Bruninho e Davi
Ale Leprevo

Backstage

Vacuo Live
Bloco da Preta Gil

Fonte: Universo Sertanejo

Michel Teló: “Quando me casei, imaginava ser para sempre”


Divulgação

Michel Teló confirmou o fim de seu casamento com a dentista Ana Carolina Lago. Casados há três anos, os dois enfrentavam uma crise, agravada com o excesso de compromissos profissionais do cantor, segundo a assessoria do cantor.

“Quando me casei, imaginava ser para sempre, mas infelizmente, as coisas não aconteceram da nossa maneira. Minha vida é entregue a Deus e ele tem propositos em nossas vidas. Desejo muita felicidade para a Carol, com quem dividi seis anos de minha vida, três de namoro e mais três de casamento. Este será meu único comentário sobre este assunto, espero que respeitem este momento doloroso tanto para mim, como para a Carol”, afirma Michel no comunicado.

De acordo com o comunicado, o cantor “não se pronunciará mais sobre o assunto que é de caráter extremamente pessoal”.

Fonte: Quem Acontece

“Sonho de Amor”, a nova música de Zezé di Camargo e Luciano. Ouça!


Nesta sexta-feira, a dupla Zezé di Camargo e Luciano lança “Sonho de Amor”, sua nova música de trabalho

Trata-se da primeira música divulgada do novo DVD, programado pra ser lançado em março.

Como já foi comentado por aqui, a canção é uma regravação de um sucesso dos anos 1990, da Patrícia Marx, composição de Paulo Massadas e Michael Sullivan.

Fonte: Universo Sertanejo

Cristiano Araújo, sertanejo novato que já é famoso no Google, tenta explicar sucesso da música “Efeitos”


Divulgação

Em dezembro do ano passado, o Google divulgou uma série de listas, chamada de “Zeitgeist”, com os termos mais buscados em seu site durante 2011. Na categoria das letras de músicas mais procuradas no Brasil, ao lado de artistas consagrados como Paula Fernandes e Luan Santana, estava o “quase desconhecido” Cristiano Araújo, na terceira posição, com a canção “Efeitos”.
O jovem de 26 anos, nascido em Goiânia, canta desde os 9 anos de idade. E, até abril do ano passado, era um anônimo inclusive no meio sertanejo. Sem gravadora, investidor ou escritório de peso, Cristiano gravou um DVD modesto no início de 2011, que trazia “Efeitos” como principal aposta. Em agosto, o cantor ficou em segundo lugar na disputa do “Garagem do Faustão” e, por causa da música, abriu o primeiro dia do Sertanejo Pop Festival, em São Paulo. Na canção, há a participação de Jorge, da dupla Jorge & Mateus.
“Quando eu vi a notícia do Google, foi um susto. Só artista grande, que está na televisão, e eu fiquei na frente de muita gente. E não tem como você falar que aquilo ali está errado. Se saiu ali na lista, é porque realmente as pessoas foram atrás da música”, conta Cristiano.
Sem nenhum trabalho de divulgação que se compare ao dos artistas sertanejos do primeiro escalão, a canção não figura na lista de mais tocadas nas rádios em 2011, mas não fica de fora do repertório das boates e festas sertanejas. Nem mesmo Cristiano, que também é compositor da música, sabe explicar ao certo o sucesso da canção, mas aposta na questão da linguagem.
  “Acho que a gente consegue passar a mensagem, o sentimento, de uma forma que as pessoas gostam e entendem. ‘Efeitos’ é uma composição minha, do Raynner Sousa, do Vitor Lima e do Didi Latino. Toda música que eu escolho gravar é pelo coração, pelo sentimento, e não porque eu acho que pode dar certo ou não. Tenho a impressão de que o sucesso de ‘Efeitos’ é por conseguir passar de uma forma certa o sentimento que eu quis passar”, comenta.
“A gente não tinha estrutura pra fazer lançamento nacional, colocar em todas as rádios, como funciona um lançamento hoje. A música andou muito sozinha, entrou em outros estados sem a gente perceber. Tem lugar que eu vou fazer show, longe de Goiás, que eu chego lá e está lotado, com todo mundo cantando a música”.
Ainda na tentativa de explicar o sucesso da música, o cantor não nega que a participação do cantor Jorge ajudou na divulgação. Conhecidos de longa data, os cantores têm uma forma semelhante de cantar, o que confundiu muita gente quando a “Efeitos” começou a ser trabalhada.
“A participação do Jorge foi muito legal, ajudou também a abrir as portas, já que no ano anterior eu só tocava nos bares ainda. O Mateus tinha compromisso no dia da gravação, então acabou indo só o Jorge. A gente já se conhece há algum tempo, antes mesmo de ele formar dupla, mais de cinco anos atrás. Eu tinha uma dupla chamada Cristiano e Gabriel, e quando a gente se apresentava em Itumbiara (GO), o Jorge, sozinho, ia lá para dar uma canja com a gente”, conta.
Com a repercussão de “Efeitos”, o cantor agora negocia com a Som Livre o lançamento de seu novo DVD, que tem gravação marcada para a próxima quarta-feira (8), em Goiânia. Além do interesse da gravadora, as consequências do sucesso da música podem ser vistas também no valor dos shows, que já chega aos R$ 80 mil por apresentação.
“De 2010 pra 2011 eu não posso nem dizer que teve um aumento de shows, porque antes nem era show, era apresentação em boteco para ganhar R$ 30 por noite. No ano passado, eu fechei a agenda com 120 shows. Para um artista que começou a fazer sucesso agora, é um número muito bom”, explica.
“Na quarta-feira, eu gravo meu segundo DVD, com uma estrutura muito grande, e com a participação do Bruno e Marrone, Fernando e Sorocaba, e Zé Ricardo e Thiago. Espero que a gente consiga dar seqüência ao trabalho que andou tao bem no ano passado”.
Curte o programa Odair Terra com Cristiano Araujo
Fonte: Uol

Nova música da dulpa Zé Ricardo e Thiago com participação de Israel Novaes


Divulgação

Foi disponibilizado ontem pela Terra Produções a primeira música do DVD da dupla Zé Ricardo e Thiago gravado em Goiânia no dia 18 de janeiro.

A música “Sinal Disfarçado” de autoria de Raynner Sousa, que é empresário da dupla e Bigair Dy Jaime produtor do disco, já está sendo uma das músicas mais comentadas no meio sertanejo. A música conta com a participação de Israel Novaes a nova oposta do escritório do Jorge e Mateus.

O primeiro DVD da dupla vem apostando no novo estilo sertanejo com músicas agitadas e o estilo conhecido como arrocha. Participações especiais como Israel e Rodolfo, Israel Novaes, Bruninho e Davi, Cristiano Araujo (que é do mesmo escritório dos meninos – Efeitos Produções), George Henrique e Rodrigo e Rosas do Vento encantaram ainda mais o DVD.

A estrutura também vai surpreender, painéis de LED dando uma impressão 3D foram distribuídos no palco e para colher imagens do público foi utilizado um mini helicóptero controlado por meio de um IPAD.

Parabéns para as equipes Terra Produções e Hit Produções e aguardamos o resultado final.

Confira abaixo o vídeo feito pelo Blognejo na cobertura da gravação mostrando os bastidores e a estrutura do DVD.

Dupla João Carreiro e Capataz é acusada de homofobia


Deu no Mix Brasil, na ultima sexta-feira: “A militância LGBT não tem gostado nem um pouco da letra do sucesso sertanejo ‘Bruto, Rústico e Sistemático’, da dupla João Carreiro e Capataz.”

O assunto foi levantado ontem (2), pela ONG Ação Brotar pela Cidadania e Diversidade Sexual (ABCDS), de Santo André.

O trecho que vem incomodando a militância é, como todos aqui devem imaginar, o seguinte:

“Sistema que fui criado, ver dois homem abraçado, pra mim era confusão/Mulher com mulher beijando/Dois homens se acariciando, meu Deus que decepção/Mas nesse mundo moderno, não tem errado e nem certo, achar ruim é preconceito/Mas não fujo à minha essência, pra mim isso é indecência/Ninguém vai mudar meu jeito”.

Além do trecho acima, ainda haveria um trecho machista, que diz:

“Por me faltar o respeito, na muié eu dei um jeito, corretivo do meu modo/No quarto deixei trancada, quinze dia aprisionada, e com ela não me incomodo”.

Conversei com João Carreiro, que além de intérprete, é um dos compositores da música. O cantor preferiu não dar nenhuma declaração, pois já tratou sobre o assunto dois anos atrás, inclusive em uma entrevista ao blog, quando a música estava em evidência.

Na época, João Carreiro afirmou: “a música é só uma história, e o personagem principal é um sujeito antigo, caipira, como se fosse um avô nosso. A letra só reflete o pensamento do sujeito rústico dessa época, é só uma história, não é uma opinião minha.”

Em 2009, “Bruto, Rústico e Sistemático” foi trilha da novela “Paraíso”, da Rede Globo.

___

Na tarde desta sexta-feira, a assessoria da dupla emitiu um comunicado em que nega que os cantores sejam homofóbicos, e lamenta que haja “tanta vontade de causar polêmica com algo que é tão claramente inocente e óbvio”.

A íntegra da nota pode ser conferida abaixo:

“Saiu no Mix Brasil que a militância LGBT considera homofóbica a letra da música da dupla João Carreiro e Capataz, “Bruto, Rústico e Sistemático”. O assunto foi levantado ontem (2), pela ONG ABCDS*, de Santo André.

Quanto à questão só podemos lamentar tanta vontade de causar polêmica com algo que é tão claramente inocente e óbvio. A música retrata um personagem, um “caboclo” simples, como diria João Carreiro que é autor da canção assim como da maioria das músicas que canta, que não aceita e não entende as coisas que questiona na letra.

João Carreiro e Capataz não são homofóbicos, não querem ofender ninguem com suas canções. São só dois apaixonados por música sertaneja, suas histórias, seu palavriado e seus personagens e prova disso é que acabam de lançar um dos trabalhos mais magníficos do segmento, uma verdadeira obra de arte em homenagem à cultura caipira, o Lado A Lado B que deveria ser ouvido por todo aquele que admira as tradições da música sertaneja.”

Fonte: Universo Sertanejo