Posts Tagged ‘guilherme e santiago’

Dois lançamentos


Duas canções foram divulgadas ontem, as duas bem significativas.

A primeira é “Um dia deixo de te amar”, nova canção de Zé Henrique e Gabriel. A música marca a volta da dupla para um estilo um pouco mais romântico, já que os cantores recentemente decidiram embarcar em uma experiência com canções mais animadas e jovens. De acordo com o próprio Zé Henrique, os fãs não receberam bem a mudança, e a dupla achou melhor voltar a fazer aquilo que sempre fez muito bem.

Abaixo, “Um dia deixo de te amar”.

A segunda canção é de Guilherme e Santiago, e reforça a aposta que diversos sertanejos estão fazendo em canções já conhecidas no Nordeste. A nova música da dupla se chama “Triste e Alegre”, e foi muito tocada no carnaval desse ano em Salvador, do qual Guilherme e Santiago participaram.

Abaixo, “Triste e Alegre”.

Fonte: Universo Sertanejo

Anúncios

Country Festival 2011


Divulgação

No último sábado, dia 2, foi realizada a 5ª edição do Country Festival, evento que contou com 18 duplas sertanejas, em Curitiba.

Eventos com dezenas de duplas não são nenhuma novidade. O que chama a atenção mesmo no Country Festival é a organização.

O aspecto “organização” é um grande problema nos grandes eventos nacionais, sertanejos ou não. Não deve ser fácil manter tudo em ordem quando se tem 30 mil ingressos vendidos, mas a festa desse sábado mostrou que é possível.

O “Country…” tem uma área chamada “backstage”, que chegou a custar R$ 600. Nela, o público fica próximo aos camarins e tem direito a comida e bebida a vontade. Não há contato com os artistas, mas é possível vê-los bem de perto. Quem compra essa área, também assiste ao show de um local privilegiado, ao lado do palco.

O controle do público é feito através de pulseiras com código de barra, o que acaba tornando tudo mais fácil e impedindo que se dê um “jeitinho”. Não há aquela comum possibilidade de um artista pedir para “liberar” fulano em alguma passagem. Ou a pessoa recebe uma pulseira da equipe do artista antes do evento, ou fica de fora.

Interessante também, na área dos camarins, foi o encontro das duplas, como na foto abaixo.

Divulgação

No palco principal do evento, houve apresentações de Munhoz e Mariano, Guilherme e Santiago, Fernando e Sorocaba, Zezé di Camargo e Luciano, Jorge e Mateus e Gusttavo Lima. No trio elétrico, os shows foram de Henrique e Diego, Álvaro e Daniel (dupla de Curitiba), Alê Leprevô (cantor de Curitiba que fez sua estreia) e Maria Cecília e Rodolfo. Ainda havia um terceiro palco, que totalizou as 18 apresentações da festa.

A programação de shows sempre evitou a presença somente da nova geração de duplas. Nos quatro primeiros anos, Bruno e Marrone (que são sócios do evento) estiveram presentes. Dessa vez, Zezé e Luciano ficaram responsáveis por quebrar a hegemonia dos novos sertanejos. A mescla de gerações já provou ser uma grande sacada, e é a tendência seguida por quase todas as grandes festas.

O “Country Festival” deveria servir de exemplo para os festivais e rodeios que se julgam grandes, que vendem mais ingressos que o permitido e que acreditam que algum tipo de incidente “faz parte”.

Os preços não foram dos mais modestos (no dia anterior, o ingresso mais barato era o da pista para mulheres: R$54 meia entrada), mas a forma com a qual o público é tratado vale o dinheiro gasto.

Fonte: Universo Sertanejo

Guilherme e Santiago elétrico


Com a mudança de escritório no início desse ano, surgiram dúvidas quanto ao lançamento do DVD gravado sobre um trio elétrico no ano passado, em Goiânia. Esclarecendo as dúvidas, o DVD já está em pré-venda em diversas lojas online, com lançamento previsto para dia 4 de abril. O nome do DVD é “Elétrico – Ao Vivo no Trio”, e traz um repertório semelhante ao “Tudo tem um porquê”, trabalho do ano passado.

Fonte: Universo Sertanejo

Anunciado


Já se comentava desde o mês passado que a dupla Guilherme e Santiago, recém separada da HRP (do Hamilton), estava fechada com a Audiomix, escritório que tem nomes como Gusttavo Lima e Maria Cecília e Rodolfo.

A parceria foi anunciada essa semana.

Depois do lançamento do “Tudo tem um porquê”, CD/DVD que elevou a dupla a um novo patamar, a entrada na Audiomix deve se transformar no grande negócio da carreira deles, já que a empresa tem uma forma agressiva de trabalhar que fez com que todos os seus artistas conseguissem destaque no meio.

Recentemente, a Audiomix estreitou as relações e fez parceira com MC3 Marketing Artístico, que cuida de Fiuk, Fábio Jr, Hebe e alguns outros artistas. Como já comentado aqui, a MC3 é uma das empresas mais influentes do ramo, de fácil entrada na Globo.

Fonte: Universo Sertanejo

Dança das cadeiras


Divulgação

Foi distribuído ontem, para a imprensa, um texto informando que a dupla Guilherme e Santiago não faz mais parte do escritório HRP, de Hamilton Poliscastro, que até o final de 2009 também foi empresário do cantor Daniel.

A notícia já rolava nos bastidores desde o final do ano passado, quando houve a separação, mas só foi oficializada ontem.

A dupla fazia parte do escritório desde 2002.

Esse assunto por si só, na verdade, talvez nem tenha tanta relevância para o público, a não ser pelo fato de que um empresário pode ajudar muito ou atrapalhar na mesma intensidade a carreira de um artista.

Nesse final de semana, foi fechado um acordo que será divulgado nos próximos dias, que traz a união de uma das promessas para 2011 com um dos escritórios mais fortes da atualidade.

Esse tipo de informação serve um pouco para explicar aos que não entenderam, que a lista publicada aqui sobre artistas que se destacarão esse ano, foi só baseada no que acontece nos bastidores, e não por gosto ou aposta.

Assim como em todo o tipo de negócio, na música sertaneja há os que têm mais poder no mercado, e esse poder obviamente é usado, como era nos anos 1990.

Interessante mesmo, seria se uma dupla, fazendo uma música fora dos padrões atuais, conseguisse se destacar sozinha e formasse público próprio, o que é muito difícil. Quem sabe, será assim o início da próxima grande mudança na música sertaneja, como aconteceu com Bruno e Marrone pouco mais de dez anos atrás.

Fonte: Universo Sertanejo

Planeta Atlântida – Sertanejos animam a festa em Santa Catarina


 

Michel Teló, Luan Santana e Guilherme e Santiago são as atrações sertanejas da edição catarinense do Planeta Atlântida. O evento será realizado nos dias 14 e 15 de janeiro. A edição gaúcha rola nos dias 11 e 12 de fevereiro. Os artistas que subirão ao palco, no Rio Grande do Sul, serão divulgados dia 17 de janeiro.

 

Fonte: As melhores sertanejas

Guilherme e Santiago viram bloco no carnaval baiano


Divulgação

A dupla Guilherme & Santiago está que é só sorrisos. Sucesso com a música “E daí?”, os irmãos goianos até esperavam uma boa aceitação da letra com os famosos versos “E daí? Se eu quiser farrear tomar todas num bar sair para namorar, o que é que tem? Foi você quem falou que a paixão acabou”. Mas não imaginavam que ela se tornaria o hit do ano e seria a música sertaneja mais executada de janeiro a outubro de 2010 em todo o Brasil, segundo relatório divulgado pela Crowley (empresa que monitora o conteúdo das rádios).
— Isso jamais passou pela nossa cabeça. E o mérito é dos compositores, que estão trazendo essa linguagem nova para a música, sempre antenados com os bordões atuais do comportamento jovem — analisa Guilherme, que no último fim de semana se apresentou com o parceiro de 15 anos no Sertanejo Pop Festival, em São Paulo.
Mas o sucesso da composição de Dann Nascimento ultrapassa os limites sertanejos. Na boca da galera, a canção foi adaptada para forró e axé, e vai ganhar bloco no Rio.
— Este ano fizemos o bloco sertanejo “Chora, me liga” (música de João Bosco & Vinícius que ganhou o primeiro lugar no ranking das canções nacionais mais executadas nas rádios em 2009 em todo o Brasil) e arrastamos cinco mil pessoas pelo Leblon. Agora, vamos lançar o “E daí?”, que sairá no domingo de Carnaval na Barra — conta Marcelo Vital, sócio da Cinco Entretenimentos, que abre a temporada de ensaios do novo bloco no primeiro sábado de dezembro, com feijoada na boate Nuth.
Guilherme e Santiago adoraram a idéia.
— Fico muito feliz. Que venham filmes, novelas, livros com o nome “E daí?”… O que importa é a música levar a alegria para as pessoas — afirma Santiago.
A escolha de Marcelo Vital tem boa justificativa:
— Essa é a música mais pedida pela galera nas noites sertanejas cariocas. Não queríamos qualquer nome, tinha que ser algo coerente com o clima do bloco.
Para o goiano Guilherme, a letra realmente tem pegada:
— A música tem a linguagem da meninada que flertou, relou, tira onda e sofre por amor, mas bem rapidinho e já beijando outro.
Fonte: Extraonline